Get Adobe Flash player

Produtos em Destaque

R$ 145.00
R$ 123.25
Você Economiza: 15.00%

Assinar as Novidades

Mantenha-se informado(a) assine as novidades!!

Enquete

Na Sua Opinião o portal está:
 
Home Notícias Brasil

Brasil

Pastor Marco Feliciano vai processar Xuxa

Apresentadora usou seu Facebook para chamar de "monstro" o presidente da comissão de diretos humanos

 

xuxa (Foto: TV Globo)

As declarações de Xuxa sobre a eleição do deputado federal Marco Feliciano para o cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, ao que parecem, vão parar na justiça. Em seu Twitter, o pastor prometeu processar a apresentadora.

"Já estou com um dossiê pra entregar a polícia federal com dezenas de páginas impressas com ameaças de morte. Me ajudem em oração! E sobre o que disse Xuxa, minha assessoria jurídica prepara o processo. Durmam em paz", comentou Feliciano.

Na sexta-feira (8), Xuxa usou seu Facebook para fazer um desabafo sobre a eleição de Feliciano, transcrito na íntegra logo abaixo:

"Meu Deus!!! Eu estava lendo agora sobre esse "pastor"....que DEUS nos ajude. Gente !!!! Socorro ! Vamos fazer alguma coisa! Esse "deputado disse que negros, aidéticos e homosexuais não tem alma.  Existem crianças com AIDS. Para este senhor elas não tem alma?????? O que é isso meu povo ?
E hoje está nos jornais que ele ainda , durante uma pregação, disse a um fiel , que "doou o cartão , mas não a senha . Aí não vale.Depois vai pedir milagre para Deus . Deus não vai dar e vai dizer que Deus é ruim" !!!!!!!!!
Todo mundo sabe o quanto eu respeito todas as religiões , mas esse homem não é um religioso, é um monstro . Em nome de DEUS ele não pode ter poder ....Religiosos ( padres, pastores, evangélicos) todos os religiosos todos sabem que o que ele fala e "prega" está errado. Como vamos nos proteger deste tipo de pessoa ?
Esta pessoa não pode ser presidente da Comissão de Direitos Humanos. Ele não pode ter este espaço para usar, pisar e denegrir o ser humano...esse é o direito de nós, humanos nos protegermos desse tipo de pessoa".

Fonte: http://revistaquem.globo.com/QUEM-News/noticia/2013/03/pastor-marco-feliciano-vai-processar-xuxa.html

Nome do novo Papa não deve sair na 1ª votação, diz porta-voz do Vaticano

A décima e última congregação geral de cardeais, que prepara o conclave para escolher o novo Papa, ocorreu na manhã desta segunda-feira (11) no Vaticano, com a participação de 152 cardeais, informou o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

O conclave para escolher o sucessor de Bento XVI, que renunciou em 28 de fevereiro, deve começar nesta terça-feira (12), mas o padre

Lombardi disse que "dificilmente" o nome do novo Papa deve sair na primeira votação.

Lula não consegue se afastar do cenário político, diz especialista

Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

 

Quem nunca foi ex? O certo é que lidar com o sentimento de perda é complicado para todos, principalmente para aqueles que se acostumaram a figurar sob holofotes. A abstinência de poder, como no caso de políticos, acostumados a encantar multidões, faz com que eles atuem no ramo mesmo depois de se aposentar. Mas, dizem os especialistas, se é difícil lidar com rupturas — estruturais, de relacionamento, não importa —, imagine como é conviver com milhões delas. Ao mesmo tempo.

Nem CPI do Cachoeira ou o veto da presidente ao Código Ambiental. O assunto que sacudiu a política brasileira na última semana foi a crise envolvendo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e o ex-presidente Lula. Esta não é a primeira vez que o petista torna-se protagonista de um episódio político desde que deixou o Palácio do Planalto e reflete como pode ser difícil para alguns se tornar ex.

 

Mesmo depois de ter passado a faixa presidencial para Dilma Rousseff, Lula nunca abandonou as negociações políticas, influenciando diretamente os rumos do governo federal e do próprio PT. O ex-presidente impôs a candidatura do ex-ministro Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, passando por cima do PT paulista e da senadora Marta Suplicy. Na última quinta-feira, para oxigenar a pré-candidatura do seu pupilo, Lula foi ao programa do Ratinho, em mais um episódio polêmico. O ex-presidente ainda teria agido, mesmo contra a vontade de Dilma, para a instalação da CPI do Cachoeira, numa tentativa de tirar o foco do julgamento do Mensalão, o mesmo motivo da troca de acusações com Gilmar Mendes.

Para o professor de Ciências Políticas da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) Eduardo Guerini, Lula não consegue se desapegar do poder e sofre da síndrome do ex. Para ele, é importante ter o apoio de um ex-presidente, por sua experiência, na figura de um conselheiro. Guerini cita como exemplo a implantação da Comissão da Verdade, quando Dilma chamou todos os ex-presidentes vivos do período democrático para dar força à política de resgaste da história rompida pela ditadura.

— Em um pacto republicano, ter um ex-presidente apoiando garante a legitimidade — analisa.

Para o professor do Instituto de Negócios e Política da Universidade Ave Maria, na Flórida, Ubiratan Rezende, a atuação de Lula está dentro da lógica de perpetuação no poder e garantir a reeleição em 2014. Para Rezende, a tentativa de influenciar em uma decisão do Supremo Tribunal Federal mostra que o ex-presidente age como “dono” do Estado.

— Esse tipo de atuação é péssima para o país, porque a perpetuação no poder empobrece a vida política, elimina espaços e torna o Estado um controlador da sociedade civil — diz o professor.

Dos ex-presidentes brasileiros desde a redemocratização, quem mais se distanciou da vida política foi Fernando Henrique Cardoso. Diferente do Brasil, onde os ex-presidentes têm dificuldades para deixar o poder, nos EUA há uma tradição de que os ex-governantes se afastem da vida política.

Em geral, quando deixam a Casa Branca, os ex-presidentes americanos criam fundações ou institutos. Nesse sentido, se colocam mais na posição de conselheiros. Mas, mesmo nos EUA, a situação vem mudando. Ao contrário dos antecessores, o ex-presidente Bill Clinton continua nos holofotes, em uma postura que, para Rezende, já começa a desagradar os americanos.

— Clinton continua protagonista porque a mulher dele (Hillary Clinton) é secretária de Estado e, ao mesmo tempo, ele se lançou na campanha de reeleição do presidente Obama, que está em risco — completa o professor.

fonte:http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/politica/noticia/2012/06/lula-nao-consegue-se-afastar-do-cenario-politico-diz-especialista-3778563.html 

Busca

Top Empresas

Folheados com os melhores preços

Previsão do Tempo

Quem está online

Nós temos 44 visitantes online

Recados Recentes

Colunistas

Rodrigo Luis Mingori
Rodrigo Luis Mingori
LUCAS EMIR BALBOENA
LUCAS EMIR BALBOENA